Natura contrata Sispro para avaliação e inventário dos bens patrimoniais

O projeto permitiu à Natura melhorias no planejamento orçamentário e adequação à realidade econômica da depreciação de todos os ativos e melhor controle de seus produtos. A Natura é uma das maiores fabricantes de cosméticos e produtos de higiene e beleza do Brasil e líder no setor de venda direta. Criada em 1969 a partir de um laboratório e uma pequena loja em São Paulo, a empresa possui atualmente mais de 7 mil colaboradores e está presente no Brasil, Argentina, Peru, Chile, México, Colômbia e França – onde mantém uma loja e um centro-satélite de pesquisa e tecnologia. Na Bolívia, El Salvador, Guatemala e Honduras atua por meio de distribuidores locais.

Em 2004 a multinacional brasileira se tornou uma companhia de capital aberto, com ações listadas no Novo Mercado, o mais alto nível de governança corporativa da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Sua força de vendas era formada em 31 de dezembro de 2010 por 1.221,1 mil consultores, sendo 1.028,7 mil no Brasil e 192,4 mil no exterior. Sua receita bruta no exercício de 2010 foi de R$ 6,9 bilhões e o lucro líquido foi de R$ 744 milhões de reais.

Com foco na melhoria da gestão de seus ativos e no atendimento das novas exigências impostas pelos novos pronunciamentos contábeis ( CPCs ) e Lei 11.638 , a Natura iniciou um processo de inventário de seus bens patrimoniais e contratou a Sispro – Serviços e Tecnologia para Administração e Finanças para esta tarefa.

Para o relatório de vida útil dos ativos, a equipe multidisciplinar da Sispro avaliou mais de 40 mil ativos e envolveu aproximadamente 10 pessoas, entre engenheiros, consultores e os profissionais da Natura que acompanharam e deram o apoio necessário para que todo o trabalho pudesse ser bem executado.

Segundo o gerente contábil da Natura, Bruno Ifanger, o trabalho realizado permitiu à companhia uma visão geral sobre seus ativos e também atender às exigências da lei 11.638 (que passou a vigorar em 1º de janeiro de 2009), da normativa 527 da Comissão de Valores Mobiliários, do CPC 01 (

Comitê de Pronunciamento Contábil ) e do IAS 36 (International Accounting Standards) para que as empresas possam atender ao modelo de contabilidade baseado no IFRS, além de trazer inúmeros benefícios à gestão. “Agora temos o controle de salva-guarda, baixa e depreciação de todos os ativos”, destaca o executivo.

Ifanfer explica também que os processos operacionais para o inventário geral, que é auditado a cada três anos, ganhou melhor organização com as áreas responsáveis, os prazos e os períodos de execução também ficaram melhores definidos. “Podemos perceber o crescimento e melhora na empresa com o trabalho realizado. Conseguimos maior capacidade de planejamento orçamentário por centros de custos e reais despesas de baixas e depreciação”, esclarece o gerente contábil da Natura.

Já a determinação de vida útil dos ativos aponta exatamente o tempo de utilização dos equipamentos e faz a apropriação mensal da depreciação real destes equipamentos, o número que ela contabiliza mensalmente reflete a realidade da expectativa da vida útil do bem. Com isso, a Natura pode fazer a adequação contábil e um planejamento mais preciso, além disso, transparece ao mercado que é uma empresa atualizada e que está de acordo com as normas de contabilidade.

Wagner Rodrigues, gerente de contas da Sispro, conta que o projeto envolveu reuniões de trabalho com as áreas Contábil, Fabril, Segurança e Informática da Natura. “O inventário contou com a colaboração dos funcionários da companhia, o que foi fundamental para agilizar o processo”.

Para manter a continuidade ao trabalho e garantir a atualização do inventário, a Natura também contratou o serviço de inventário rotativo – ou inventário cíclico, como também é chamado-, também oferecido pela Sispro. Este trabalho consiste na atualização da base de dados do inventário periodicamente. “Desta forma a Natura não perde o controle e permite que a companhia atenda todos os requisitos de sua auditoria”, explica Rodrigues.

Por Wagner Rodrigues – Gerente de Contas da Sispro